Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




ELEFANTE (poesias ressuscitadas)

por EduardoRibeiroAlves, em 20.07.15

ELEFANTE BRANCO…

 

 PASSEIA DE BRANCO, PELA VIDA ESCURA,

QUAL ASSASSINO INFIEL ERRANTE,
ASSUSTA, INIBE, STRESSA, FAZ DOR
COM AR DE SANTINHO, DE FÉ E AMOR:
PASSEIA DE BRANCO...O MALDITO ELEFANTE!

E DESTROI OS SONHOS, AS LUTAS, AS ESPERANÇAS,
CILINDRA AMIGOS E MATA INOCENTES,
COM CARINHA DE ANJO, FIEL E ELEGANTE:
PASSEIA DE BRANCO...O MALDITO ELEFANTE!

E MANEIA A TROMBA ZOMBEIRA E SOMBRIA,
OLHA DE LONGE, ASTUTO E DISTANTE,
PASSEIA DE NOITE, NÃO GOSTA DO DIA:
PASSEIA DE BRANCO...O MALDITO ELEFANTE!

E NINGUÉM ACORDA, NINGUÉM RACIOCINA,
NINGUÉM VÊ SEU DISCURSO IGNORANTE,
CEGOS, ADMIRAM A SAGA ASSASSINA,
SEM DAR CONTA DO FALSO E DA PESTINA,
QUE EMANA DAQUELA LATRINA,
ONDE, E ANTES QUE A LUA SE LEVANTE,
PASSEIA DE BRANCO…O MALDITO ELEFANTE!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:35



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D