Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

TRIBUNA de EduardoRibeiroAlves

«Daqui manifesto e apregoo a minha opinião, porque... sou LIVRE!»

TRIBUNA de EduardoRibeiroAlves

«Daqui manifesto e apregoo a minha opinião, porque... sou LIVRE!»

NTICs e NEEs...recordando!!!

nee.jpg

 

Ao ver nas redes sociais (FaceBook), um protocolo qualquer assinado entre a UTAD e algumas Escolas de Vila Real, vem-me à ideia um post deste meu blog, que aqui publiquei. Dizia assim:

 

« Segunda-feira, 4 de Fevereiro de 2008 Centro de Recursos

TIC para a Educação Especial em Vila Real: oportunidade rejeitada.

 

Uma das bandeiras deste Governo é sem dúvida o PAIPDI 2006-2009 (I Plano de Acção para a Integração das Pessoas com Deficiências ou Incapacidade), aprovado pela Resolução do Conselho de Ministros nº 120/2006.

Este audacioso Plano, no seu “ Eixo nº 2 «Educação, qualificação e promoção da inclusão laboral», prevê como “medida de reparação” a «implementação de 25 centros de recursos para as necessidades especiais de educação em agrupamentos de referência.» É neste contexto, que decorreram já diversas acções de formação para docentes de Agrupamentos de Escolas de vários pontos do país, onde irão ficar sedeados esses Centros de Recursos TIC para a Educação Especial, ao abrigo de protocolo entre o Ministério da Educação e a Fundação PT, sendo as citas acções orientadas pela Anditec e Tiflotenia, empresas especializadas em tecnologias de reabilitação.

E são diversas as aplicações informáticas que fazem parte das acções de formação frequentadas por esses docentes de Educação Especial, donde se realçam o progama Boardmaker e Speaking Dinamically Pro (para comunicação aumentativa, possuidor de bibliotecas com inúmeros símbolos pictográficos, a que poderão ser associados sintetizadores de voz), o Grid (sistema de teclados de ecrã), IntelliTalk (processador de texto interactivo), IntelliMathics (para conceitos matemáticos), IntelliPics Studio (para desenhar, pintar, fazer animações e até incorporar vídeo e áudio) e Jaws (tecnologia de voz sintetizada em ambiente Windows).

Vila Real foi um dos locais seleccionados para a implementação dum desses centros de recursos, tendo sido considerado como mais adequado para a sua instalação, por razões de acessibilidade aos alunos com deficiência motora, o Agrupamento Vertical Monsenhor Jerónimo do Amaral. Para a consecução deste objectivo, no passado ano lectivo, chegou este Agrupamento de Escolas a ser intervencionado directamente por uma técnica dos Serviços Centrais do Ministério da Educação (DGCID), tendo a então Direcção Executiva efectuado todas as diligências exigidas e prestado todo o apoio necessário ao nível da disponibilização de espaços e materiais.

Só que – lamentavelmente - o CERTIC da UTAD, sentindo-se ameaçado no seu protagonismo das TIC ligadas aos alunos com necessidades educativas especiais (NEE), imediatamente se insurgiu contra a instalação dum desses Centros de Recursos TIC em Vila Real, invocando estar-se perante uma duplicação de recursos. De forma ainda mais leviana, se portaram alguns responsáveis políticos locais, que se envolveram activamente também neste movimento contestatário tão lesivo para Vila Real, uma vez que, como é do conhecimento geral de todos os que trabalhamos duramente como professores e técnicos de Educação Especial, o CERTIC da UTAD, ao longo de todos estes anos, nunca conseguiu prestar o apoio e o atendimento mínimos aos alunos com NEE, às suas famílias e muito menos aos docentes de Educação Especial. Veja-se, por exemplo, a quantidade de materiais e aplicações informáticas existentes nas Escolas para os alunos com NEE, que ninguém utiliza porque ninguém sabe e ninguém sabe porque ninguém informa ou ajuda; ou então a instalação e utilização duma simples videoconferência para alunos impedidos de ir às aulas (com câncer por exemplo), em que é necessária a deslocação a Vila Real de técnicos vindos do Porto. Haverá certamente muitas causas ligadas a esse apoio deficitário prestado pelo CERTIC, mas a principal delas é sem dúvida a sua arrogância corporativista e académica de nunca ter querido estar sedeado num Agrupamento de Escolas como Unidade de apoio na área das novas tecnologias, aliás à semelhança de outros CERTIC (CANTIC) espalhados pelo país.

Foi por conhecermos bem toda esta problemática e contexto, que nos congratulámos com o PAIPDI 2006/2009 e com a oportunidade de implementação, também na nossa cidade, de um desses 25 centros de recursos para as necessidades especiais de educação, num agrupamento de referência, fosse ele qual fosse. Infelizmente para todos nós e em especial para os alunos com NEE, Vila Real não terá nenhum desses 25 Centros, com ele se perdendo também a oportunidade de formação de docentes de educação especial, para exercerem funções num desses Centros de Recursos TIC, de que Vila Real poderia também usufruir, mas que … estultamente rejeitou.

Em seu lugar, essa coisa do CERTIC, fortificado na UTAD e encapsulado na sua arrogância académica, continuará a merecer as vénias de alguns dirigentes políticos locais, a quem directamente responsabilizamos por mais esta oportunidade perdida e altamente danosa para os alunos com NEE.

Sinto-me: revoltado! publicado por eduardus às 03:10» 

Bem não vale a pena chorar sobre o leite derramado... o tal Centro de Recursos para  as NEEs, que estava destinado para Vila Real, foi simplesmente "desviado" para Chaves. Vila Real, ao nível de Centros de Recursos ficou dependente (e que eu saiba ainda continua) do Centro de Recursos de Mirandela. Resta dizer que os responsáveis de então para que um desses Centros de Recursos não ficasse em Vila Real, na Escola Mons. Jerónimo do Amaral, foram a UTAD (CRETIC), o então CAE (Centro de Área Educativa) e o próprio Governador Civil do distrito. Enfim... 

 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D