Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog de EduardoRibeiroAlves

«No uso da minha livre opção de escrever com lealdade, gosto, amor e... combate!»

Blog de EduardoRibeiroAlves

«No uso da minha livre opção de escrever com lealdade, gosto, amor e... combate!»

LESADOS...POLÍTICOS!!!

Decorreu ontem, aqui em Andrães, minha terra natal, a reunião (aberta) da Câmara Municipal de Vila Real. Foi um evento histórico e que pessoalmente me sensibilizou muito, desde logo porque é o elenco municipal que eu, como socialista, ajudei a eleger... e de seguida porque decorreu nas antigas instalações da Escola Primária de Andrães, onde estudei enquanto criança, onde lecionei mais tarde, enquanto professor e onde, ao longo dos anos, por lá passaram tantos eventos escolares e comunitários, que marcam e marcarão pela vida fora todos nós, habitantes (assumidamente) de Andrães. Foi por aqui, por esta Escola, por onde brotaram também os primeiros rasgos de vida politica e democrática, que Abril trouxe e passou a permitir. Foi por exemplo aqui, onde se realizou a 1ª Assembleia Geral do Centro Cultural e Desportivo de Andrães, fundado em 15 de outubro de 1975, de que fui (e sou) Sócio Fundador e onde exerci funções, por diversas vezes, quer como dirigente, quer como animador sociocultural...

ACCDA 006.jpg

Referi lá ontem na reunião, em que assisti como "simples público e cidadão", tudo isso, referindo que aquele lugar  da ex-Escola Primária de Andrães,  tal o de Moisés, no Horebe, o monte de Deus, era para mim também  "sagrado"! E congratulei-me que tenha sido cedido à Junta de Freguesia de Andrães, uma "Organização Democrática", que certamente o saberá usufruir e rentabilizar em prol de toda a freguesia. 

Este lugar da ex-Escola Primária de Andrães é deveras importante para mim, mesmo ao nível político. Foi por aqui que decorreram muitas das campanhas políticas dos Partidos Políticos, nas suas então "Sessões de Esclarecimento". Participei em muitas... e direi mesmo que fui a todas, mesmo às que não eram da minha "cor política"!

Mas há uma dessas  "sessões de esclarecimento" muito importante, que relembrei ontem e que acabou por me me doer muito... Vou contar-vos:

Foi sobre os lixos, ou melhor dito sobre os Resíduos Sólidos Urbanos (RSU), que foram sempre um grave problema da nossa sociedade, devido ao aumento da população urbana e consequente produção de lixo e sua urgência de encontrar soluções... Corria os anos finais do Sec.XX, e foi nos primeiros tempos do ano 2000, que cansados do proliferar de lixeiras a céu aberto, que tanto manchavam a paisagem da região, que sete municípios durienses constituíram a Associação de Municípios do Vale do Douro Norte ( A.M.V.D.N.) que tinha como objetivo inicial instalar em Vila Real uma estação incineradora de lixos. Porém, o governo de então recusou-se a apoiar o empreendimento, defendendo antes a construção de um aterro sanitário, apresentando como principal motivo o ser mais económico. E sendo assim, foi necessário encontrar um local onde os custos fossem mínimos e que reunisse as melhores condições para a sua instalação. A escolha do terreno foi baseada em certos critérios, tais como: hidrologia, sismologia, protecção do ambiente, etc. Seleccionaram-se de início 8 locais, que viriam a reduzir-se para três. E dos três locais seleccionados (Portela, Mosteirô I, Mosteirô II), depois de ponderados os diferentes parâmetros físicos, Mosteirô II (Agó), foi aquele que reunia a mais elevada aptidão.

Um aterro sanitário é (dizia-se) um local de tratamento de resíduos sólidos urbanos com todas as condições de higiene, sistemas de protecção, explorado sob planos de gestão cuidada de resíduos. Com a entrada em funcionamento deste aterro iam ser encerradas e requalificadas várias lixeiras, nos diversos concelhos da A.M.V.D.N.: Chã, Quintã, Vila Nova, Milhais, Fonte da Condinha, Vilarinho da Parada, Carrujos, Freitas, Viso, Portela e Carvalho. O novo aterro iria servir os concelhos da A.M.V.D.N. correspondendo a uma população de 113 mil habitantes que produziam cerca de 120 toneladas de lixo por dia (aproximadamente 850 gramas por habitante) que corresponderão a uma produção anual da ordem das 45000 tone/ano, valor estimado previsto para o início da exploração. E dizia-se ainda que o aterro teria a duração prevista de 15 anos, oito anos na 1ª fase e uma segunda fase de mais sete anos. A primeira fase do processo consistia na construção do aterro sanitário intermunicipal, seguindo- se a fase de encerramento das ditas lixeiras, prevendo-se que no então ano de 2001 estaria a funcionar uma estação de transferência, um sistema de recolha selectiva e uma estação de triagem que incluiria a distribuição pelos vários municípios de ecocentros e ecopontos. O sistema incluía ainda campanhas de informação e educação ambiental, com as quais se pretendia sensibilizar a população para a redução das quantidades de lixo produzidas diariamente, bem como para a sua selecção. 

2013-04-01 19.48.01 (1).jpg

 

Foi tudo isto que nos foi explicado nesta então Escola Primária de Andrães, convencendo-nos a todos a "aceitar" este Aterro Sanitário Intermunicipal, dizendo-nos que era um "mal menor" e que nos iria beneficiar diretamente também com o encerramento da então Lixeira da Portela, a céu aberto, que seria definitivamente encerrada e requalificada! E... assim se passaram os anos!

O projeto inicial, como tantas outras coisas (políticas!), foi simplelsmente aldrabado, a Lixeira da Portela encerrou, mas foi mal "requalificada" (?) sendo hoje um "Parque de Multimateriais" (nome pomposo!), albergando por lá materiais perigosos, que continuam a ameaçar as populações e o ambiente:

2013-04-01 19.27.54.jpg

E quanto ao Aterro Sanitário?!

Aldrabaram-nos também!

Não era assim tudo tão "limpinho" como nos prometeram...

2013-04-01 19.43.26 (1).jpg

 

Mas o pior de tudo, é que...

Afinal já não sai mais dali. (a tal promessa de duração durante 15 anos... foi "treta"!)

Afinal até deve ser aumentado ali (com a construção dum novo "alvéolo"!)

Mas o PIOR DE TUDO, é que, segundo agora nos dizem, já não é a Câmara Municipal, que manda, administra ou gere o aterro, nem mesmo a dita Associação de Municipios... é simplesmente uma "empresa privada"... (E, esta, hein?!!!)

LESADOS...

SIMPLESMENTE FOMOS LESADOS!!

SIMPLESMENTE SOMOS LESADOS ...

LESADOS PELOS POLÍTICOS...

LESADOS POR TODOS OS POLÍTICOS: os de ontem e os de hoje, que  foram e são e se portaram e portam como o outrora CAIFÁS, aquando da condenação de CRISTO a morte de cruz!... 

E,

quando se trai, como nos traíram,

não há perdão, nem hissope ou água benta, que afaste ou perdoe todas esta "aldrabice política e demoníaca", de que fomos vítimas...

12015183_975156282545417_7691076151987237780_o.jpg

FOMOS E SOMOS...LESADOS POLÍTICOS!...

publicado às 11:14

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D